Pesquise neste Blog

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Uma Droga Para Diabetes Que Jamais Deveria Ser Aprovada

Essa eu queria ver algum médico famoso na mídia divulgar essa notícia em algum programa de TV.
No outono de 1999, SmithKline Beecham começou secretamente um estudo para descobrir se seu medicamento para diabetes, Avandia, era mais seguro para o coração do que uma determinada pílula concorrente. A SmithKline Beecham é uma líder no campo da genômica funcional aplicada à pesquisa e desenvolvimento farmacêuticos. Os resultados do estudo foram desastrosos. O Avandia, além de não ser melhor que o Actos, mostrou ser bastante arriscado para o coração.

Em vez de publicar os resultados, a empresa passou os próximos 11 anos tentando encobri-los. A empresa não apresentau os resultados aos órgãos reguladores federais da droga, como é exigido por lei.
The New York Times publicou a seguinte reportagem: "Os riscos do Avandia para o coração tornou-se público em maio 2007.
... Mas os documentos mais recentes demonstram que a empresa dispunha de dados sugerindo problemas extensos do Avandia para coração tão logo a droga foi introduzida em 1999, e se resguardou ao máximo para que a notícia não se tornasse  pública. "
Fonte: The New York Times, 12 de julho de 2010

Segundo o Dr. Mercola, esta droga é um exemplo clássico  do que está errado com o paradigma da medicina convencional. O diabetes é uma epidemia que assola os E.U.A, e atualmente uma em cada quatro pessoas sofre da doença. As empresas farmacêuticas decidiram produzir uma pílula, mas que de nenhuma maneira trata a causa do problema.

A única coisa que este medicamento faz é para ajudar a baixar a glicose no sangue, que não tem praticamente nenhuma influência sobre os danos a longo prazo devido à diabetes tipo 2. Quase toda a patologia é causada por níveis elevados de insulina e uma dieta ideal e um programa de exercício ainda é o melhor remédio para a cura dessa doença.
Essa droga tem mais dois grandes efeitos colaterais:

  • Gera rios de dinheiro para as indústrias farmacêuticas;
  • Aumenta o risco de doenças cardíacas e mata centenas, se não milhares de pessoas que as tomam.
Mas, como isso não é notícia de primeira página o caso cai logo no esquecimento...
Avandia chegou ao mercado em 1999 e na sequência de uma campanha publicitária  multimilionária rapidamente se tornou um sucesso de público no meio das drogas. Em 2006 sua receita anual foi de US $ 3,2 bilhões.
As vendas caíram para US $ 1,2 bilhões em  2009, dois anos depois que um estudo foi publicado no New England  Journal of Medicine (NEJM) que ligava o uso do Avandia a 43%  maior de risco de infarto e um risco de 64 % maior de morte cardiovascular em comparação com pacientes tratados com outros métodos.
Havia  muitos artigos e opiniões publicadas a favor do Avandia após a publicação no New England  Journal of Medicine, mas a pesquisa da Clínica Mayo revelou que  90% dos cientistas que escreveram artigos favoráveis sobre a droga tinha algum tipo de "laço financeiro". Daí a questão: Como o seu médico se atualiza?



Infelizmente, uma comissão de peritos independentes, recomendou que o Avandia deveria permanecer no mercado, apesar de seus riscos, e um conselho de  supervisão da FDA votou 8-7 para aceitar o conselho.
Essa droga não trata a causa subjacente do diabetes! Se você ou alguém que você conhece é diabético e está tomando medicação para isso, por favor entenda que você não pode tratar com sucesso a causa subjacente de diabetes com drogas.
O que o Avandia faz é reduzir os níveis de açúcar no sangue, aumentando a sensibilidade do fígado, gordura e células do músculo à insulina. O problema é que o diabetes não é uma doença caracterizada por muito açúcar no sangue. A  diabetes tipo 2 é uma doença causada pela resistência à  insulina e leptina sendo que ambos são regulados através de sua dieta. O  tratamento convencional, que é focado na fixação do sintoma de açúcar no sangue elevados, em vez de tratar a doença subjacente, está fadado ao fracasso na maioria dos casos.

Praticamente 100% dos diabéticos tipo 2  podem ser curados se estiverem dispostos a mudar seus estilos de vida. O diabetes tipo 2 é praticamente em 100 % dos casos, evitável e pode ser efetivamente  tratada sem medicamentos na mesma porcentagem!
A leptina, um hormônio peptídico, produzida principalmente pelas células gordurosas, informa ao seu cérebro e ao seu corpo o quanto você tem de energia. Se precisa mais ou menos. De uma certa forma ela faz com que você sinta fome. No caso de se ter energia suficiente, ela pára sua fome. O fato é que os dois órgãos mais importantes que vão determinar se você terá diabetes tipo 2 ou não são o seu cérebro e fígado. E é aí que vem o "truque": a melhor maneira de você normalizar os sinais enviados pela leptina e insulina ao seu cerébro e fígado, é através de uma dieta adequada e exercícios físicos. E até o momento não inventaram droga que faça o mesmo efeito! Existem três coisas relativamente simples que são essenciais para o tratamento do diabetes: 

Comece eliminando ou limitando açúcar e grãos de suas refeições. Limite também ao máximo a quantidade de frutose que você ingere. Mesmo sendo um açúcar que se origina nas frutas, ela é extremamente prejudicial principalmente para os que são diabéticos!
O acompanhamento de um bom nutricionista é fundamental, pois diabéticos tipo 2, ao trocarem os grãos por outros alimentos, nota-se que alguns terão melhores resultados com proteínas enquanto outros terão melhores resultados com mais hidratos de carbono vegetal.

Fazer exercícios físicos regularmente. Bom....essa dica é uma das mais óbvias e manjadas que existe, mas infelizmente, poucos a seguem! E é uma dica para todos, quer você tenha diabetes, seja pré-diabético, tenha uma boa saúde, etc. É lógico que em algumas situações você terá que ter uma avaliação médica e de um profissional na área de condicionamento físico para saber o que você pode ou não fazer. Normalmente, para se alcançar niveis controlados de açúcar no sangue, uma boa quantidade de exercícios será necessária. Mas...sempre com um acompanhamento médico!

Elimine por completo as gorduras trans. Consuma alimentos ricos em ômega 3. As melhores fontes são peixes (salmão,sardinha,cavalinha,arenque). A linhaça também é rica em ômega 3.
A qualidade do sono também é fundamental. Procure dormir bem. Nâo é dormir muito. O segredo é dormir bem. O sono reparador.
Otimize seus níveis de vitamina D. Fazer tudo o que foi dito e ser estressado, é a mesma coisa que "sair de canto nenhum e chegar em bulhufas!". Controle o estresse. Seja lá como for: terapia, yoga, meditação...sei lá....mas acabe com ele antes que ele acabe com você.

As recomendações acima são os principais passos que você precisa para alcançar essa redução.
Ao que tudo indica o  Avandia está indo no mesmo caminho do Vioxx, que foi retirado do mercado depois de matar 60 mil pessoas.
Só que você não precisa esperar que ele saia do mercado.

O Dr. Mercola conta que há quinze anos atrás o pai dele foi diagnosticado como diabético. Ele passou para o seu pai esses mesmos procedimentos descritos acima. Resultado: o pai do Dr. Mercola está com 81 anos de idade e todo dia faz pela manhã duas horas de exercícios físicos. E tem mais! Nunca tomou um medicamento sequer! O Dr. Mercola diz: "Se meu pai conseguiu, você também conseguirá."

Temos que ter sempre em mente que cada caso é um caso. Ao por em prática essas dicas você terá uma grande probabilidade de se sair tão bem quanto o pai do Dr.Mercola. Mas, deixe eu lhe fazer uma pergunta: como é que o Dr.Mercola sabe que o seu pai não precisa de remédio? Ou quando ele ficou sabendo que os remédios poderiam ser suspensos? A resposta é simples: após os resultados dos exames.

Por isso é muito importante o acompanhamento de um bom médico. Um bom endocrinologista,  um nutrólogo ou um bom nutricionista são fundamentais.

O que eu acho mais legal de tudo isso, é que fazendo as coisas como devem ser, a própria medicina ortodoxa vem atestar que a medicina natural funciona pra valer! São os exames feitos pelos médicos ditos "tradicionais" que atestam a eficiência da medicina natural. Sei que existem execeções, mas como disse...são exceções e não a regra.

São inúmeros os testemunhos acerca da eficiência da medicina natural. Quer uma dica? Dá uma olhada no AMIGOS DA CURA. E além dessas pessoas, tem eu...que a cada dia vejo que realmente a medicina natural é muito poderosa. Quem está me mostrando isso? O meu médico!



Dr. Mercola
É  médico osteopata, ativista de saúde.
Autor de dois best-sellers no 
New York Times, A Dieta Sem Grãos (com Alison Rose Levy),
e O Grande Embuste Da Gripe Aviária, juntamente com vários outros livros, o Dr. Mercola é
atualmente mais conhecido como o fundador do site sobre medicina alternativa,
www.mercola.com.
Ele é membro da Associação  de Médicos e Cirurgiões Americanos politicamente conservadores,
bem como de várias organizações de medicina alternativa relacionadas.


Postado por: ByLorenzo

Nenhum comentário: