Pesquise neste Blog

terça-feira, 18 de junho de 2013

Falta de médicos reduz consultas em postos de saúde

Seguindo no mesmo ritmo da incompetência das gestões anteriores, o prefeito HADDAD, deixa o cidadão que precisa de assistência médica na mão. não mencionando aqui as crateras nas ruas da periferia.

Isso é vandalismo Politico !!!


Falta de médicos reduz consultas em postos de saúde


Mesmo com alta procura e longas filas de espera, as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) da capital realizaram 814 mil consultas a menos em 2012 em comparação com 2011, segundo dados divulgados ontem pela Secretaria Municipal da Saúde em prestação de contas à Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Paulo.
A maior redução foi registrada nas AMAs.
Foram 9,6 milhões de atendimentos realizados no ano passado, contra 10,3 milhões no ano anterior, uma redução de cerca de 717 mil consultas foi o primeiro registro de queda do número de atendimentos em AMAs desde que elas foram criadas, em 2005.
Já nas UBSs, o número de consultas caiu de 8 milhões para 7,9 milhões entre 2011 e 2012, um saldo de 97 mil atendimentos a menos.
Se considerado o período entre 2006 e 2012, a queda foi ainda maior --1,2 milhão de consultas a menos realizadas.
Resposta
O ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) afirmou, por meio de sua assessoria, que aumentou o número de atendimentos ao longo do mandato.
"O número de consultas médicas cresceu 56% nos últimos anos, saltando de 16,8 milhões em 2004 para 26,3 milhões em 2011", diz, em nota.
Ele também afirma que ampliou em 28% o número de consultas com especialistas e que o número de médicos cresceu de 8.600 em 2004 para 14,4 mil no ano passado na rede municipal


lembrando que, numeros não é o resultado lógico de eficiência no atendimento,
A qualidade do atendimento prestado pelos médicos é uma vergonha, você retorna ao posto exaustivamente até descobrir que á doença já está bem avançada, isso a má-educação das agentes que aliás eu acho grande desperdicio de verba pública manter essas "Agentes de Saúde" ganhando um salário para passear o dia inteiro. lamentável Haddad!!.



Essa entidade ai na imagem piorou nossa saúde em 70% no hospital M'boi Mirim e UBS só é atendido pela hora da Morte!! Antes esse Hospital tinha nome de Médico Judeu, os Sionistas estão minando nossas unidades Básicas de saúde de nossa periferia, essas unidades basicas só servem como postos treinamento dos estagiários deles,
Olha propaganda deles (Lobby Sionista)
Colocaram esse Tapume ai pra esconder o excesso de doentes á espera de consultas ..longas horas de espera põe espera


             Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch

Inaugurado em 8 de abril de 2008 o Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch - M'Boi Mirim - , localizado no Jardim Ângela, zona sul da cidade de São Paulo, fica distante 30 quilômetros do centro. É o único hospital num raio de 7 km e atende uma população aproximada de 600.000 habitantes.
A gestão dos serviços do hospital está a cargo do Hospital Israelita Albert Einstein e a administração sob a responsabilidade da Organização Social de Saúde Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam).

Eu Afirmo!!! Tudo mentira não serve pra nada esse Hospital um elefante Branco, no meio do nada.

E Mais mentiras:

"Com esse programa, contamos com atendimento médico que dificilmente teríamos em outro local."
Fátima Silva Santos, mãe de Fabrício, de dois anos, atendido pelo Programa Einstein na Comunidade de Paraisópolis.
A Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein vem trabalhando, ao longo dos anos, o preceito judaico Tsedaká, que preconiza a ajuda ao próximo, e que se faz presente em suas ações desde sua fundação.
Nesses 54 anos, a Instituição promoveu mudanças significativas na qualidade de vida de muitos brasileiros. A atuação em Paraisópolis e na comunidade judaica elevam o número de atendimentos assistenciais.

Tinha 3 vizinhos próximos que morreram no Hospital Sionista M'Boi Mirim por descaso.
E sem mencionar outros casos de morte por descaso jogado pra debaixo do tapete.

Precisamos parar esse pessoal ai ou vamos morrer todos por falta de atendimento médico adequado.

precisamos dizer á eles que aqui não é a Alemanha.
É o Brasil!!!!!!!!!!!!!!




Nenhum comentário: