Pesquise neste Blog

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Boa Romário!!!

Romário disse umas poucas e boas, á respeito do "grande mito" chamado de "Pelé" que aliás puxou o tapete de seu amigo, "O Grande Mané Garrincha" Garrincha tinha grandes amarguras de Pelé, na sua epóca havia grande numero de talentos do futebol, mais o povão precisa de uma "Estaca" no meio do caminho pra se coçar, ai criaram esse grande mito chamado "Pelé" e boicotaram O Mané Garrincha que além de ter as pernas tortas jogava uma barbaridade, Só que o Romário esqueceu de dizer o quanto o Pelé é hipócrita, foi um Pai Omisso, orgulhoso e impiedoso, coitada da Sandra Arantes, desejava ter como Pai qualquer um menos Pelé, Até no dia da morte da pobre Moça o miséravél idolo Pelé não compareceu ao enterro da filha, saibam, dali em diante para mim o Pelé o morreu, naquele mesmo dia, (Quem se importa) mais como nesse mundo tudo gira em torno de interesses Egoístas e fama, taí o resultado o povão vem aplaudindo, pessoas de má fé como esse tal Pelé Icone de cegueira, é isso Romário todos nós temos defeitos só que algums são insuportaveis e inesquesiveis. Imperdoavéis. Texto: Dimitri

Em rede social, Romário chama Pelé de boçal

A situação aconteceu na noite da quinta-feira (25), através do Twitter

A noite de quinta-feira (25) foi de polêmica nas redes sociais. O motivo? Uma discussão entre Pelé e Romário. Isso mesmo! Tudo começou quando o ex-jogador fez um post dizendo: "Pelé calado é um poeta".

Ao ver a publicação, o santista logo rebateu a crítica dizendo que era católico, que acredita em Deus e perdoa os ignorantes, neste caso, o ignorante em questão seria Romário.

Romário tocou num assunto adormecido que merecia vir á publico. e veio
 

Romário retrucou os comentários, alegando que Pelé não assumiu uma de suas filhas e nem ao menos foi ao enterro dela. Antes de finalizar, o baixinho completou: "Além de poeta é um boçal". Confira os posts do ex-jogador:

Relembre o dia fatidico da Morte de Sandra Arantes.

Dias antes de morrer de câncer de mama, a vereadora santista Sandra Arantes do Nascimento manifestou a intenção de ver o pai, Pelé. O pedido foi relatado ao G1 pelo viúvo de Sandra, o pastor evangélico Oséas Felinto. Pelé não visitou a filha de 42 anos no leito. Não participou do velório. Não foi ao enterro. Preferiu mandar uma coroa de flores, em nome das Empresas Pelé 
Quando Sandra expressou o desejo de encontrar o pai com o qual tinha uma relação difícil, estava internada e consciente no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Beneficiência Portuguesa, em Santos, a 85 km de São Paulo. 
"Neste momento, Dona Anizia (Machado, mãe de Sandra) tomou uma atitude que nunca tomou, nunca pediu nada. Falou com a Lúcia, irmã dele. A Lúcia disse que ia falar com ele", contou Óseas. O viúvo lembrou também que uma assessora de Sandra também ligou para Pelé.
"Eu gostaria tanto de saber o que ele pensa", disse o pastor, enquanto se preparava na sexta-feira (20) para viajar a Curitiba com os filhos. É na capital paranaense que a família vai tentar se recuperar.

Distância dolorosa
Uma batalha judicial que durou seis anos criou um abismo entre Pelé e Sandra. Em 1996, ela foi reconhecida como filha, na Justiça, mas a relação continuou distante. A irmã de Pelé, Maria Lúcia do Nascimento Magalhães, afirma que eles só se encontraram duas vezes depois do fim do processo. O marido de Sandra ofereceu outra versão: pai e filha só teriam se visto nos tribunais mesmo.   

Na quarta-feira (18), durante o velório, a sobrinha do ex-jogador Daniele Nascimento disse que o tio ficou chateado com o fato de Sandra ter procurado a Justiça antes de ter se entendido com ele. Daniele relatou também que Pelé também teria se afastado por causa da repercussão que a imprensa deu ao caso na época.

Maria Lúcia, irmã de Pelé, disse que houve uma supervalorização da história e que há detalhes que passaram despercebidos. Ela chegou a dizer durante o velório que ele teria perdoado a filha pela forma como o processo foi conduzido e que uma aproximação entre os dois seria inevitável. De fato, nos últimos anos, houve uma aproximação entre Sandra e parte da família de Pelé. Sandra e o marido chegaram a participar de orações pela libertação do meio irmão Edson Cholbi dos Santos, o Edinho, preso por associação ao tráfico de drogas.

Motivos
Para psicólogos e especialistas em terapia familiar, a aproximação entre filhos e pais depende da forma como as pessoas envolvidas tratam o assunto desde a infância. A professora e psicóloga Magadalena Mercedes Ramos, coordenadora do Núcleo de Casal e Família da USP, diz que é comum filhos, principalmente adotivos, terem problemas ao saber a identidade dos pais biológicos. Segundo ela, a aceitação depende muito do desenvolvimento da criança e do que foi dito a respeito do pai.

O caso de Pelé e Sandra foi o inverso, pois o pai não se aproximou da filha. Segundo a psicóloga, os bastidores da história são fundamentais para saber os motivos do Rei do Futebol insistir em manter distância da filha mesmo após o exame de DNA. "Não sei o que pode ter acontecido para ele não assumir", diz Magdalena. "Acho que àquela altura, ele não mancharia sua imagem se assumisse a filha. Também não sei que meandros a história teve. Ele é um cara muito inteligente, alguma razão deve ter tido, não me parece um gesto tão leviano", afirma.

Para a psicóloga e especialista em terapia familiar, Ceneide Maria de Oliveira Cerveny, a luta pelo reconhecimento de paternidade foi a forma que Sandra encontrou para reconstruir sua identidade. "Quando um filho não conhece 50% de onde ele veio, é natural que viva em busca de suas raízes", disse Ceneide. "Na verdade, ela ganhou um pai na Justiça, mas não de fato", disse a psicóloga que escreveu um livro sobre problemas familiares, no qual o caso de Sandra é citado. 


Leia ao pé da página:

Procurado pelo G1, o ex-jogador não foi encontrado para falar sobre o assunto.

 

Nenhum comentário: