Pesquise neste Blog

domingo, 8 de julho de 2012

Theodor Herzl - O Fundador do Sionismo

Vos apresento o fundador do Sionismo
(Theodor Herzl - The Founder of Zionism)
(Теодор Герцль - основатель сионизма)
(Theodor Herzl - Der Begründer des Zionismus)
Theodor Herzl (1860-1904) foi um jornalista judeu austríaco que se tornou fundador do moderno sionismo político. O seu nome em hebraico era Benjamin Ze’ev (?????? ???). Declaradamente adepto de doutrinas adversas ao judaísmo e grande admirador da cultura ocidental, chega a propor ao Papa uma solução para o problema judaico: a conversão ao catolicismo de todos os judeus de Áustria, numa cerimónia especial na Igreja de Saint Stephan, Viena, em contrapartida do apoio dos príncipes da Igreja Austríaca.

Caro leitor, queira ler a Serie de Livros : Sionismo "O Inimigo real dos Judeus"
(Theodor Herzl (1860-1904) was an Austrian Jewish journalist who became the founder of modern political Zionism. His Hebrew name was Benjamin Ze'ev (?????). Ostensibly fan of adverse doctrines of Judaism and a great admirer of western culture, the Pope arrives to propose a solution to the Jewish problem: the conversion to Catholicism of all Jews from Austria, a special ceremony in the Church of St. Stephan, Vienna, in contrast the support of the Austrian princes of the Church.)


Theodor Herzl foi autor da frase: "Tenho uma idéia perfeita para atrair anti-semitas direitos e convertê-los em destruidores dos bens Judios". inclusive em Israel a maioria assimila(va) esta frase como se fosse de autoria de Adolf Hitler Triste...quanto engano! postei a seguir um vídeo produzido em Israel em uma breve história Theodor Herzl.


(Theodor Herzl was the author of the phrase: "I have a perfect idea to attract anti-Semites rights and convert them into goods Judios destroyers." even the most assimilated in Israel (va) and how this phrase will Adolf Hitler ... how sad mistake! I posted below a video produced in Israel
a brief history of Theodor Herzl.)






Policia de fronteira Israelense ataca com violência criança em Hebron

Os numeros de vitimas do holocausto despencaram faz tempo antes 6 milhões, depois da pressão dos revisionistas baixou para 4 milhões até o momento o numero é de 1,5 milhão dê uma olhada na placa de
  Auschwitz
Leia também no Blog "Guerra Silenciosa" Clique no link abaixo

Norman Finkelstein e o massacre em Gaza



Só para lembrar: Cuidado com o "Federal Bureau Investigation" FBI
Olhe trecho da noticia apontando para um possivél solução e eliminação de um vírus que não passa de uma "Armadilha do Bureau" eles criam programas espiões todos os dias estacionados em todos os "Sites" do mundo inclusive tem apoio de desenvolvedores de softwares famosos citando alguns deles GOOGLE FACEBOOK E OUTROS são usados como ferramentas de espionagem. segue trecho noticia:

"O FBI colocou no ar um site para fazer a verificação se a sua máquina pode estar infectada. O endereço é (http://www.....não citarei o Link) A recomendação é que os usuários façam o teste antes das 13h desta segunda-feira (9). Um banner informa se o computador está infectado pelo vírus. O relatório do FBI com os detalhes sobre o crime virtual também pode ser acessado"

INTIMIDAÇÕES...INTIMIDAÇÕES..AMEAÇAS.. AMEAÇAS ISSO É SINÔNIMO DE TRADIÇÃO DE UMA GRANDE CORPORAÇÃO CHAMADA, "FBI" PORQUE FBI É TUDO NO COTIDIANO DOS AMERICANOS, GRANDES ESTRELAS QUE SE APAGARAM ESTIVERAM A SUA MERCÊ ELVIS PRESLEY POR EXEMPLO. NO MORE..NO MORE..

Postado por: ByLorenzo

26 comentários:

Fada do bosque disse...

Olá Carlos,

Estava pesquisando e fui dar sem querer a um blog de um fundamentalista judeu... caíram-me os queixos! veja bem:

http://neuroamante.blogspot.pt/2010_09_01_archive.html

Isto é assustador!

Quanto ao sionismo, deixo aqui a perspectiva do professor Alfredo Braga, que muito admiro pela sua sapiência: "O Paradoxo Judeu"; um artigo excelente, num blog excelente

http://alfredobragasobcensura.wordpress.com/2012/05/09/o-paradoxo-judeu/

Um abraço e beijinhos para a minha querida Primavera e para os meninos.

QUAL CAMINHO SEGUIR? disse...

Olá Fada querida tudo bem? desejo que sim, sim, que estejas bem e os de sua familia...bem certinho então.
Poxa muito bom esse blog que tu citastes, já add aqui para o meu acervo de futuros posts estive lendo algumas matérias por lá, já server de ajuda e adentrando ao passado para poder chegar ao presente com uma boa, margem certezas do acontece agora..aqui no presente e agradeço por você me indicar Boa(as) fontes destes assuntos Sobre Zionism Inc,
Não abusando de vossa boa vontade, se por acaso tropeçares em blog desta natureza "Please" me informe,
desde já ficou mui lisongeado por ti lembrares de minha pessoa,
e quanto á você espero que volte á todo vapor lá no vosso blog, Fadinha querida um abraço digital (rsrsrs) a você e familia Ok! Good!
Até mais amiga.

QUAL CAMINHO SEGUIR? disse...

Que louvavél não é Nelson? parece que está bem empenhado, nas suas pesquisas, o grande trunfo deste blog não é convencer ninguém e tampouco arrebanhar adeptos, estarão aqui neste blogs aqueles poucos, mais convecidos de que a situação de Israel como estado é deploravél, me parece que virá situações desagradaveis bater de frente com Israel, Os caras de Washington não vão segurar esse passáro preto por muito tempo, os abutres estão de olho em Israel,
tempo..tempo amigão reze para que eu esteja errado.

Fada do bosque disse...

Olá Carlos,
Também tenho um que me foi cascar lá no Guerra, depois de eu ter comentado aqui!... Sabem Tudo... Impressionante.

Veja isto também:

http://consciencia-verdad.blogspot.pt/2010/03/cuando-las-victimas-gobiernan.html#more

Fada do bosque disse...

tsscili 19 BSi usted se pregunta por qué los políticos judíos repiten exactamente los mismos errores una y otra vez, la respuesta es fácil. Los judíos no conocen su historia judía, porque no hay una historia judía.

Como suele suceder, la historia judía es un conjunto de fábulas vinculadas torpemente para proyectar una imagen falsa de una narración triunfante. La historia judía es un conjunto de puntos ciegos de un lote unido por el mito, la fantasía y la mentira, a fin de presentar la ilusión de un relato del pasado coherente y una vaga apariencia de cronología. El Profesor israelí Shlomo Sand nos enseñó que los sionistas, y en cierta medida sus rivales Bundistas, estaban lejos de ser tímidos a la hora de "inventar" la historia de la nación judía. Pero va más allá, hasta el holocausto, que podría ser un rincón de iluminación importante en la reflexión judía, se transformó en un capítulo rígido que perpetúa la ceguera. Como una visión del pasado, está ahí para ocultar y disimular, en lugar de revelar e informar. En un libro de historia judía, usted no va a leer nada acerca de la «declaración de guerra de Judea contra la Alemania nazi».

Fada do bosque disse...

Carlos, desculpe as palavras de validação no texto... ups. :)

Há-de reparar que todos os vídeos no youtube que desmascaram de certa forma a história judaica... desaparecem. Certinho. A net é toda deles, bem como os Media de massas. Manipulam tudo!

http://www.radioislam.org/islam/english/jewishp/internet/jews_behind_internet.htm

Um abraço

Fada do bosque disse...

Também se esquecem de escrever na sua história que Hitler quis deportar os judeus todos da Alemanha mas o "lord" Rothschild ainda exigiu que Hitler lhe pagasse um tanto por cabeça! espectáculo! Tentou negociar! Saiu-lhe para o torto. Depois deu-lhes a hipótese de irem para a Palestina, mas eles não queriam! Que povo estranho... Depois foi o caso do Bismarck e ainda a Espanha que não os aceitou... era para onde queriam ir, na sua maioria, além dos EUA.

Vou tentar encontrar a fonte desta informação.

QUAL CAMINHO SEGUIR? disse...

Pois é Fada o Zionism Inc, está na berlinda, é esperar.. a indignação das pessoas contra os Sionistas de Wallstreet e a maquete da palestina está se alastrando como uma peste negra e com uma rapidez incrivél,
Eu acho que o Abutre Siberiano, está esperando a hora certa, a rainha da Inglaterra vê os Judeus como o Ex Presidente "Lula" do Brasil vê os sem-terra aqui do brasil, enquanto os Judeus colonos se matam, bem é inevitável o destino de Israel, nós somos os menores problemas que enfretaram aqui e no futuro..querida obrigado pelas dicas

Fada do bosque disse...

Olá Carlos, como diz o Prof. Alfredo Braga, estes tipos são ardilosos. Os comentários que eliminei no meu blog, foram copiados destes aqui e este último, sobre o massacre de Lisboa foi o inverso. Ou são dois e um, o anónimo, não sabe nada do assunto e veio à fonte do Nelson Silva, ou são o mesmo com duas caras, só que o outro, que penso ser mesmo outro é mal educado e teve tanto trabalho para nada. É o Paradoxo judeu no seu esplendor:

"Freqüentemente ouvimos, ou lemos, frases de judeus famosos aludindo a “três religiões monoteístas“, como se a deles fosse perfeitamente comparável ao catolicismo e ao islamismo e os seus bilhões de seguidores, tanto no Oriente quanto no Ocidente. Pretender equivalências entre o judaísmo e as demais religiões é, evidentemente, um grande engodo, ou ladina falácia, tanto em relação ao número de devotos, quanto ao próprio ethos de suas doutrinas e fundamentos morais, como o historiador Mark Weber expôs tão claramente em seu ensaio, O peso da tradição.

Já não é novidade o subterfúgio de separar a noção de "judaísmo", como religião, de "judeu", como indivíduo descendente de família judia, ou do "povo judeu"; como também não é de hoje que nos deparamos com as mais variadas confusões quando o assunto se refere a esse grupo de pessoas, religiosos, ou ateus, que se declaram como judeus, hebreus, israelitas, israelenses, e até como semitas. Não somos nós, todos os não-judeus, que alimentamos essa confusão, a qual somente interessa a quem intenta se guarnecer de uma certa cortina de fumaça e manhosa diluição das suas responsabilidades. Se o “povo escolhido“, os judeus, ou hebreus, ou israelitas, ou como queiram se chamar, são outra “invenção sionista”, e se o sionismo, evidentemente, não passa de uma invenção do judaísmo, o que os faz permanecer judeus, ou insistir em pertencerem a essa “invenção”, como o próprio judeu Shlomo Sand e tantos outros acadêmicos, e outros tantos esclarecidos ateus?

Fada do bosque disse...

Digam o que quiserem, neguem o que quiserem negar, montem grandes teorias ou sistemas mas, em realidade, o judaísmo ou a religião judaica, é esse amálgama de movimentos ditos religiosos, e de ateus fanáticos, e de acadêmicos, e de seitas com as mais variadas aparências e tendências, algumas enganosamente “cristãs”, e outras de índole ocultista, ou satanista, com os seus rituais demoníacos e de sacrifícios humanos, e de grupos organizados de “esquerda”, ou de “direita”, com profundas infiltrações nos governos em todo o mundo, desde o Vaticano até ao mais remoto povoado, e com extensas conexões na maçonaria e organizações secretas e, principalmente, nos sistemas de comunicação social e de entretenimento, além do perverso conluio entre banqueiros apátridas, o que lhes facilita e garante, o exercício de suas táticas de sabotagens, e de estratégias de desestruturação social e cultural.

Essa estrangeira criatura das dez mil caras, o Judaísmo Internacional, sempre em movimentações de dissimulação e em atritos mais ou menos explícitos com as nações no seio das quais engorda e prospera, usa o manto da religião, e também o da universidade, para legitimar ou justificar a sua arraigada prepotência e arrogância, e cultivar o persistente rancor contra a humanidade… e depois, ainda juram de pés juntos que não são uma raça, que não são uma religião, e que em verdade não pertencem a organizações sionistas, nem à maçonaria da B’nai B’rith.

Perguntar a um judeu o que é ser judeu, ou o que venha a ser o judaísmo, é ter a absoluta certeza de receber as mais enfatuadas respostas. E se você fizer a mesma pergunta a outro judeu, irá ouvir outras respostas completamente opostas às primeiras. E deste modo ladino, lá vão resguardando a ladina e manhosa maneira de atuarem sob antigos e labirínticos privilégios nas mais diversas áreas e camadas das nossas sociedades; são ateus, ou religiosos, ou filhos fanáticos de mães judias, bastardos, ou circuncisos, ou nada do que nos disseram antes, ou o que lhes for mais conveniente naquele lugar e naquele momento. Amanhã já serão outra coisa.

Mas se você ainda quiser saber o que é um judeu, não pergunte a um deles, pois imediatamente você seria arrastado por um remoinho de evasivas e por uma avalanche de afirmações confusas e de manhoso obscurantismo, ou então, pelo aflito olhar de quem já se fez essa mesma pergunta sem realmente conseguir aceitar moralmente aquele triste legado, de ocultações e embustes, e de incessante rancor. Não pergunte a um judeu o que é o judaísmo, mas olhe bem à sua volta."
Alfredo Braga

Fada do bosque disse...

Eça de Queiroz comenta a acção dos judeus na Alemanha

[...] Mas o pior ainda, na Alemanha, é o hábil plano com que fortificam a sua prosperidade e garantem a sua influência – plano tão hábil que tem o sabor de uma conspiração: (*) na Alemanha, o judeu, lentamente, surdamente, tem se apoderado das duas grandes forças sociais – a Bolsa e a Imprensa. Quase todas as casas bancárias, quase todos os grandes jornais estão na posse do semita. Assim, torna-se inatacável. De modo que não só expulsa o alemão das profissões liberais, o humilha com a sua opulência rutilante, e o traz dependente do capital; mas, injúria suprema, pela voz de seus jornais, ordena-lhe o que há de fazer e com quem há de se bater! Tudo isso seria suportável se o judeu se fundisse com a raça indígena. Mas não. O mundo judeu conserva-se isolado, compacto, inacessível e impenetrável. As muralhas formidáveis do templo de Salomão, que foram arrasadas, continuam a pôr em torno dele um obstáculo de cidadelas. Dentro de Berlim há uma verdadeira Jerusalém, inexpugnável: aí se refugiam com o seu Deus, os seus costumes, o seu Sabbath, a sua língua, o seu orgulho, a sua secura, gozando o ouro e desprezando o cristão. Invadem a sociedade alemã, querem lá brilhar e dominar, mas não permitem que o alemão meta sequer o bico do sapato dentro da sociedade judaica. Só casam entre si; entre si ajudamente, regiamente, dando-se uns aos outros milhões, mas não favoreceriam com um troco um alemão esfomeado; e põe orgulho, um coquetismo insolente em se diferenciar do resto da nação em tudo, desde a maneira de pensar até a maneira de vestir. [......]
Eça de Queiróz 1907

ps Penso ser o mesmo comentador pelas suas "tiradas" e bruxas... adoram bruxas. E pelo timing de postagem de comentários. São uma falácia aut~entica.

Um abraço.

Fada do bosque disse...

Carlos,

Conhece com certeza o Aristides Sousa Mendes, não conhece? Pois morreu na miséria e não houve um judeu que o ajudasse na velhice, mesmo sendo eles, os judeus, quase como Midas... Agiotas! Poderiam no mínimo e em sua memória, conservado a sua casa como museu e que está em ruínas. Mas este povo não sabe ser grato, na sua grande maioria.

QUAL CAMINHO SEGUIR? disse...

Será que é esse Senhor aqui?

Aristides de Sousa Mendes GCC • OL (Cabanas de Viriato,Carregal do Sal, 19 de julho de 1885 — Lisboa, 3 de abril de 1954) foi um diplomata português. Cônsul de Portugal em Bordéus no ano da invasão da França pela Alemanha Nazi na Segunda Guerra Mundial, Sousa Mendes desafiou ordens expressas do seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Antônio de Oliveira Salazar, (cargo ocupado em acumulação com a chefia do Governo) e concedeu 30 mil vistos de entrada em Portugal a refugiados de todas as nacionalidades que desejavam fugir da França em 1940.
Aristides Sousa Mendes salvou dezenas de milhares de pessoas do Holocausto. Chamado de "o Schindler português", Sousa Mendes também teve a sua lista e salvou a vida de milhares de pessoas, das quais cerca de 10 mil judeus.

é parace lhe amputaram as mãos caridosas de Aristides - copie do Wikipédia....me diz mais sobre essa fabrica de automoveis que vai fechar falência total, ela fica na divisa com portugal? li a noticia no Google serão despedidos 800 portugueses e no total 8.000, só não sei dizer 7.200 serão franceses. bem só você pra esclarecer por morar em portugal.
obrigado. vou lê mais um pouco sobre o aristides

QUAL CAMINHO SEGUIR? disse...

Fada dê uma olhada no link(Pegeout PSA)

http://www.dinheirovivo.pt/Empresas/Artigo/CIECO052485.html

QUAL CAMINHO SEGUIR? disse...

Nelson corrigindo o numero não é 6 Milhões (Seis Milhões) é 1,5 Milhões
E ainda acho um exagero, Pardon Monsieur... dê uma olhada na plaquinha auch..

Fada do bosque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fada do bosque disse...

É de certeza... então comentou primeiro no Guerra como anónimo e depois, passados uns minutos, o comentário entrou na minha caixa de entrada a partir deste blogue, com o nome de Nelson Silva. Por isso apaguei os meus. Dá para acreditar como são ladinos e traiçoeiros?!... Daí que depois foram só insultos. Daí que voltei a eliminar.
Ele só foi ao meu blogue, por causa do comentário que fiz aqui sobre o prof. Alfredo Braga e sobre o blogue do fundamentalista judeu português. Aliás, o comentário que deixou no Guerra, foi num post que nada tinha a ver com judaísmo... pelo menos explícito, como pode ver:

http://marecinza.blogspot.pt/2012/07/instalou-se-escravatura-da-nova-ordem.html
Característico mesmo!... e ainda foi chatear um comentador meu no post sobre Finkelstein... teve azar... os comentários foram moderados.
Quanto à Peugeot/Citroen, aqui em Portugal fala-se que vão ser despedidos entre 600 a 800 emigrantes portugueses ou lusodescendentes.
Um abraço.

QUAL CAMINHO SEGUIR? disse...

Olá Fada, peço-lhe desculpas pelos inconvenientes, confesso que não é de minha intenção, gerar desagravos pessoais, mais sim ter uma discussão salutar sem ofensas, mais pelo jeito
a falta de classe dos defensores do
Sionismo é evidente, e desde já fico muitissimo agradecido, por vosso empenho quanto ao assunto, estou pensando em moderar os comentários
Ok fada até mais.

Fada do bosque disse...

Carlos,

Eu gosto imenso do seu blogue e nem por sombras iria pensar que foi sua intenção! É como diz... essa estirpe tem certas características, além de serem finórios, julgam que os outros são estúpidos e apanhei-o na curva.
Até é bom... assim ficamos mais esclarecidos, nós e quem lê isto, em relação a certas coisas.
Até ontem também tinha comentários livres... acabou. Pelo menos por enquanto. Mas como não se pode agradar a gregos e troianos, já me tem acontecido nos mais variados temas... mas sem insultos e atá ao Carlos ao se referiu... na negativa, claro... vja o nível!

Mas não modere por causa disto se esse for o seu desejo. Tenho visto o Carlos sempre a rebater ao mais alto nível!
Mas obrigada pela atenção, na mesma. :)
Um grande abraço para si, um beijo para a Pri e meninos. Tudo de bom.

Fada do bosque disse...

Nelson Silva/Anónimo

Lá lembrar o Holocausto os judeus fazem questão, Isso é História para eles!... e única! pensam que o genocídio deles foi o único e o maior de todos os tempos... pobres índios, arménios, chineses e por aí fora!

Quanto aos portugueses deve estar informado que até aí, estiveram debaixo de um ditadura fascista.

~Quanto aos cristãos, pelo menos têm a humildade de pedir perdão e quanto aos agiotas dos judeus, só poderia saír uma coisa assim do género:

"A única ajuda que recebeu foi da comunidade judaica portuguesa, que lhe dava uma quantia mensal, e da organização judaica de ajuda aos refugiados, HIAS, que ajudou dois de seus filhos a se estabelecerem nos Estados Unidos"" e que se

esqueceu de mencionar que acaba assim:

"Aristides de Sousa Mendes faleceu muito pobre, a 3 de Abril de 1954, no hospital dos franciscanos em Lisboa. Não possuindo um fato próprio, foi enterrado com um hábito franciscano."

E os judeus que têm o ouro como deus, deixam a casa que para eles deveria ser museu, desfazer-se, como pode ver aqui:

http://amigosdesousamendes.blogspot.pt/2011/11/em-defesa-da-casa-do-passal-de.html


Quanto ao resto eu já sabia, pois fui eu que dei o mote para que o Embaixador Seixas da Costa em França, postasse um artigo sobre a casa de ASM como pode ver aqui:

http://duas-ou-tres.blogspot.pt/2011/11/aristides-sousa-mendes.html
<a

Se ler os comentários, ficará a saber que nenhum judeu, ou todos juntos, têm 50.000 euros para fazer um museu em honra e memória de quem tantos salvou a vida!

Passe bem.

Fada do bosque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fada do bosque disse...


Saiu errado o link:


Quanto ao resto eu já sabia, pois fui eu que dei o mote para que o embaixador Seixas da Costa em França, postasse um artigo sobre a casa de ASM como pode ler AQUI

Fada do bosque disse...

Nelson Silva,

Já agora e como a wikipédia não é omnisciente, faço questão de lhe deixar um pouco de História, que pelos vistos é a parte que lhe interessa, extraídas do post do

Embaixador:

Sousa Mendes não foi "o Schindler português" como, muitas vezes, se afirma. Com efeito, o seu procedimento não teve outra «recompensa» senão a «satisfação da [sua] consciência», e da desobediência às instruções de Salazar, que não permitiam «dar vistos a cidadãos dos países já ocupados pelos alemães» e em caso algum «a Judeus, Russos, Polacos, Checos e os sem-pátria», resultou o seu afastamento compulsivo da carreira diplomática e a impossibilidade de exercer a advocacia, situações que se repercutiram dramaticamente na Família, aliás numerosa, e que o apoiara no trabalho exaustivo da emissão de vistos. Sousa Mendes não elaborou uma qualquer lista de gente a salvar; disse sim a quantos, desesperadamente, o procuraram, indo para além das suas possibilidades. Testemunham-no a memória de documentos e de descendentes de refugiados salvos. Em carta dirigida ao embaixador do Brasil, pedindo-lhe que intercedesse em seu favor, ditou ao seu filho Luís Filipe: «Esperava eu que, terminada a guerra, Salazar reconsiderasse a sua injusta decisão, mas tal não sucedeu, encontrando-me eu actualmente não só na mais cruel miséria com a minha numerosa família, mas gravemente doente». (Figueira da Foz, 7-9-1945).

continua

Fada do bosque disse...

Perante a situação de intolerável abandono a que está votada a Casa do Passal, onde viveu Aristides de Sousa Mendes com a sua família, um grupo de cidadãos, certamente acompanhado por todos os portugueses, e não só, apela à Fundação Aristides de Sousa Mendes (www.fundacaoaristidesdesousamendes.com) que, em articulação com a Câmara de Carregal do Sal e outras Instituições, actue rapidamente, envidando esforços para a concretização dos 2 projectos acima referidos que, necessariamente, exigirão a intervenção de mecenato.

Fada do bosque disse...

Por isso e como judeu, Nelsonzinho, devia ter vergonha na cara, por culpar todos os portugueses, pelos actos de um ditador... mas isso é típico da "atitude judaica" agiotas, rancorosos e principalmente Ingratos!!

Fada do bosque disse...

Falou o homenzinho dos vários perfis.
Falou o diabinho irado... Só tem treta copiada e fala dos outros!

Você não gosta e vai à vida pessoal e ao insulto, homenzinho das várias "caras".