Pesquise neste Blog

sábado, 28 de julho de 2012

Günter Grass, prémio Nobel da literatura, ataca Israel com versos.

Titles in other languages

**(Günter Grass, Nobel Prize for literature, attacks Israel with verses)
***(Günter Grass, Nobelpreis für Literatur, greift Israel mit Versen)
****(Гюнтер Грасс, лауреат Нобелевской премии по литературе, нападает на Израиль со   стихами)
*****(Günter Grass, prix Nobel de littérature, attaque Israël avec des versets)



O escritor alemão e galardoado com o prémio Nobel da Literatura Günter Grassqualificou o estado sionista de Israel como uma ameaça para a paz mundial num poema intitulado O que há que dizer.
“Não continuarei calado pois estou farto da hipocrisia do Ocidente”, diz um dos versos da obra de Grass, publicado no diário alemão Süddeutsche Zeitung.
O escritor de 84 anos, distinguido com o Prémio Nobel da Literatura em 1999, apela para que a comunidade internacional não permita ataques militares contra Teerã (pt, Teerão) e controle as armas nucleares de Israel.
Igualmente condena a venda de submarinos alemães** ao estado hebreu, uma vez que poderiam ser utilizados numa ofensiva contra Irã (pt, Irão).
**(Observação do blog)(O Governo alemão é conivente com os crimes de Israel)
**(Die deutsche Regierung ist mit Israels Verbrechen Absprache)
Grass sublinha que não pode permanecer em silêncio durante mais tempo sobre este tema tal como fazem muitos por medo de serem qualificados de antissemitas.
Os judeus alemães e a Embaixada do estado sionista já expressaram a sua indignação com a publicação.
Grass é um ativista veterano a favor de causas sociais e crítico habitual das intervenções militares ocidentais como a de Iraque.
Postado por: ByLorenzo


Mais............Leia as ultimas noticias


General do Irã diz que CIA e MI6 são controlados por Israel


O chefe das Forças Armadas do Irã, o general Hassan Firouzabadi declarou nesta sexta-feira, dia 27 de julho, que a CIA e o MI6 estão sendo controlados pelo Mossad, serviço de inteligência de Israel.
Segundo informações do jornal Tehran Times, Firouzabadi disse ainda, durante uma reunião com oficiais militares em Teerã, que as agências de inteligência dos Estados Unidos e do Reino Unido estão agindo de acordo com os planos do Mossad e da vontade dos líderes israelenses para desestabilizar e atacar o Irã.
Firouzabadi também acusou os EUA de financiar e treinar terroristas e usá-los como agentes para semear insegurança em países, como Paquistão e Síria.



Irã acusa Israel de planejar ataque a ônibus na Bulgária


Mohammad Khazaee
O embaixador do Irã na Organização das Nações Unidas (ONU), Mohammad Khazaee acusou, nesta quarta-feira, dia 25 de julho, Israel de planejar e executar um atentado suicida em um ônibus na Bulgária, que matou cinco turistas israelenses há uma semana.
“É surpreendente que poucos minutos depois do ataque terrorista, as autoridades israelenses anunciaram que o Irã estava por trás”, disse o Mohammad Khazaee em um debate sobre o Oriente Médio no Conselho de Segurança da ONU.
Segundo informações do jornal Jerusalem Post, o embaixador acredita que o governo de Israel planejou e executou os seus próprios cidadãos.
“Esse atentado só poderia ser planejado e executado pelos israelenses, cuja história é cheia de operações terroristas destinadas a culpar outras nações”, disse Khazaee.
Na última quarta-feira, dia 18 de julho, um suicida explodiu uma bomba em um ônibus no estacionamento de um parque no aeroporto de Burgas, na Bulgária, matando cinco turistas israelenses e o motorista búlgaro. Outros 31 israelenses ficaram feridos.


Chávez pede para população evitar o consumo de Coca Cola


O Presidente da Venezuela, Hugo Chávez pediu no último domingo, dia 22 de julho, em um discurso televisionado, para a população trocar a Cola Cola pelo Uvita, uma bebida de uva produzido por uma empresa estatal.
O líder venezuelano tem defendido que comprar produtos feitos pelo país permite reduzir as importações e melhorar a economia interna.
Embora Chávez promova a bebida produzida a partir de frutas locais. A agricultura venezuelana corresponde a cerca de 4% do PIB. O país importa a maior parte da alimentação e bebidas consumidas.
Depois que foi diagnosticado com câncer, os discursos dominicais do atual presidente e candidato a reeleição na Venezuela têm sido muitas vezes marcados por conselhos relacionados com a alimentação saudável e a promoção de exercícios. Chavéz tem aconselhado, por exemplo, que se evite o consumo de drogas e álcool.


Correios dos EUA estão à beira da falência


Uma das instituições mais sérias e competentes dos Estados Unidos, a empresa  de correios estatal, USPS,  passa por uma crise financeira sem precedentes. Segundo o jornal Huffing Post, o serviço norte-americano de entrega de correspondências, informou nesta semana, que não poderá pagar suas contas no próximo 1º de agosto se o governo federal não providenciar ajuda monetária.
A USPS, segunda maior fonte de empregos  nos EUA, que vem desde 2010 fechando centenas de agências em meio a enormes prejuízos financeiros, indicou que a falência afetaria milhares de estadunidenses.
Para se recuperar, a empresa precisa de cerca de US$ 5 bilhões. Caso o Congresso não aprove a ajuda monetária ainda neste mês de julho, seriam congeladas as prestações sociais, pensões e seguros de saúde de quase 750 mil pessoas.
Apesar de ser uma empresa do governo, os Correios dos EUA não recebem dinheiro dos impostos, mas de recursos autorizados pelo Congresso.

Nenhum comentário: