Pesquise neste Blog

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O Estrangeiro de Guilherme de Almeida

O Estrangeiro....Que a gente encontra, ás vezes, no fundo de um espelho.
Quem és tu? 
  - Se eu soubesse, não diria.
De onde vens?
  - De um país que não tem nome.
Quando chegaste?
  - Certo noite...  um dia...
Sozinho?
  - Minha sombra acompanhou-me.
Que trazes?
  - A esperança de um "jamais".
Vieste?...
  - Lembrar ou esquecer aqui.
Lembrar o que?
  - Já não me lembro mais.
Vieste esquecer o quê?
  - Já me esqueci.




De: Guilherme de Almeida

Um comentário:

Casal 20 disse...

Uau! "O estrangeiro que a gente encontra, às vezes, no fundo de um espelho"! Muito bom! Estou perplexo. Um texto para se ler e reler diversas vezes.

Parabéns pela postagem.

Abraços sempre afetuosos.