Pesquise neste Blog

terça-feira, 23 de agosto de 2011

O Mistério de Los Lunas Decálogo Stone no México

Recentemente pelo menos para Mim, achei algo muito interessante uma descoberta misteriosa e ao que
Parece, muito pouco divulgado pelo sistema midiático parece que há sempre um interesse das autoridades em esconder tais descobertas da população, ou evidencie interesses e demonstra um orgulho patriótico em primeiro, lugar na visão das autoridades, temendo que as pessoas em geral descubram que na realidade não Foram eles os descobridores das americas, ao descobrirem que chegaram por ultimo, por favor queira pesquisar a Luz "Do Mistério de Los Lunas Decálogo Stone" e pesquise sobre descobertas semelhantes e ficará Abismado...pasmo ao vêr que os governos escodem de todos nós..inclusive de esconder o verdaeiro nome de "Deus" JEOVÁ ou YHWH ou YHVH citados em algumas das muitas descoberta milenaresque por sinal, é citado na pedra de "Los Lunas Decálogo Stone" Por favor queira pesquisar também o mistério da Pedra da Gávea no "Rio de Janeiro" e o artefatos encontrados na orla marítima do Rio de Janeiro, onde o Governo do estado do RJ desapareceu com tais peças, provavelmene para derrubar tese de que os Fenícios aqui chegaram primeiro e sim os Portugueses..bem boa assimilação do assunto.

O Los Lunas Decálogo Stone é uma grande pedra no lado oculto da montanha, perto de Los Lunas, Novo México, cerca de 35 quilômetros ao sul de Albuquerque. A pedra tem uma inscrição regular esculpida em uma tela plana. A inscrição é interpretada por alguns como uma versão condensada do Decálogo ou Dez Mandamentos em uma forma de paleo-hebraico. Um grupo de letra semelhante ao tetragrama YHWH, ou "JEHOVA", faz quatro apresentações na pedra. A primeira menção de registrar o artefato é de 1933 quando o Professor Frank Hibben, um arqueólogo da Universidade do Novo México, supostamente viu. Hibben foi conduzido à pedra por um guia anônimo que alega ter encontrado-o como um garoto na década de 1880.Se esta informação é exata, a falsificação seria improvável porque o script Paleo-Hebrew era desconhecido para os estudiosos em 1880.
Um argumento contra a autenticidade da pedra é o uso aparente de Arte Moderna de pontuação em hebraico, embora o epigrafista Barry Fell argumentou que a pontuação está de acordo com a antiguidade. Outros pesquisadores julgam o artefato com base nos inúmeros erros estilísticos e gramaticais que aparecem na inscrição. A pedra é controversa, pois muitos acreditam que o artefato é pré-colombiano e uma prova de contato com as Américas, fornecendo a evidência que os povos de Israel se estabeleceram na América. Por causa do peso da pedra, com mais de 80 toneladas, ela nunca foi levada a um museu ou a um laboratório para estudo e conservação.



Mistério da Pedra da Gávea "Rio de Janeiro"

Entre os bairros da Barra da Tijuca e São Conrado, no Rio de Janeiro, e a 842 metros acima do nível do mar, existe uma lendária montanha com a face de um gigante desconhecido que encanta as pessoas que passam por ela com os seus mistérios.
Seu nome Gávea, remonta à época do descobrimento, quando os portugueses que aqui chegaram notaram que ela era um observatório perfeito das caravelas que chegavam.

Sua face parece uma figura esculpida, e existem inscrições antigas em um de seus lados. Sua origem é objeto de discussão há anos, mas ninguém pode provar quem as fez e porque.

A Suposta Tumba Fenícia


Em 1963 um arqueólogo e professor de habilidade científica chamado Bernardo A. Silva Ramos traduziu-as como:
LAABHTEJBARRIZDABNAISINEOFRUZT
Que lidas ao contrário:
TZUR FOENISIAN BADZIR RAB JETHBAAL
Ou:
TIRO, FENÍCIA, BADEZIR PRIMOGÊNITO DE JETHBAAL

 Postado por: ByLorenzo                                    -                          Fonte: Mistéry

Nenhum comentário: