Pesquise neste Blog

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Beth-Sarim — Casa dos Príncipes? Ou Mansão de Luxo de Rutherford?

"Beth-Sarim" (expressão hebraica que significa "casa dos príncipes") era uma mansão luxuosa construída pela Watchtower Society [a empresa que controla as Testemunhas de Jeová] e o seu segundo presidente, Joseph F. Rutherford. Esta mansão foi construída em 1930 [talvez começada em 1929], em San Diego, Califórnia, durante a era da Grande Depressão, quando muitos americanos estavam desempregados e eram comuns enormes filas de gente na distribuição da sopa dos pobres.

Beth-Sarim
Rutherford mandou construir a mansão porque estava convencido que os profetas do Velho Testamento seriam ressuscitados em breve e ele queria ter um lugar agradável para eles viverem. Ele até chegou a incluir os nomes de alguns deles na escritura pública da casa! Se tudo corresse conforme planeado, o próprio Rutherford viveria naquela casa com eles e usaria um dos novos Cadillacs [automóveis de luxo] que também foram comprados. Até foram plantadas oliveiras [e palmeiras também] no local, para simular a paisagem do Oriente Médio.
Os jornais locais conheciam muito bem a existência da mansão e até publicaram várias reportagens acerca das razões completamente absurdas por que a mansão foi construída. [N. do T.: excertos do San Diego Sun, 15 de Março de 1930; Time Magazine, 31 de Março de 1930; San Diego Sun, 9 de Janeiro de 1931.]
Em Setembro de 1942, a Watchtower Society distribuiu uma folha intitulada: Kingdom News, Vol. 1 [Notícias do Reino, Vol. 1]. No verso desta folha eles informam o público acerca de um novo livro que tinham acabado de publicar, intitulado The New World [O Novo Mundo]. Este anúncio publicitário continha esta citação:
O Novo Mundo é ainda mais emocionante porque é verdadeiro.
Será que encontramos no livro The New World [O Novo Mundo] essa verdade prometida? A p.104 diz:
Nesta expectativa, a casa em San Diego, Califórnia, que tem sido muito publicitada com intenções maliciosas pelo inimigo religioso, foi construída em 1930 e chamada "Beth-Sarim", que significa "Casa dos Príncipes". Está agora confiada aos nossos cuidados [a expressão inglesa é "held in trust"] para que aqueles príncipes a ocupem quando regressarem. Os factos mais recentes mostram que os religionistas deste mundo condenado estão rangendo os seus dentes por causa do testemunho que aquela "Casa dos Príncipes" dá acerca do novo mundo." [bold acrescentado]
Note como este livro, que promete dizer a verdade, declara que esta mansão está "confiada aos nossos cuidados para que aqueles príncipes a ocupem quando regressarem." O que de facto aconteceu é que a Watchtower Society vendeu de forma quase secreta a propriedade alguns anos mais tarde, depois de se ter tornado evidente que os príncipes fiéis não regressaram como as TJ tinham esperado.
Será que a publicação da Watchtower intitulada Jehovah's Witnesses -- Proclaimers of God's Kingdom [Testemunhas de Jeová --Proclamadores do Reino de Deus] nos diz qual foi a verdadeira razão porque "Beth-Sarim" foi vendida? Na p.76 desse livro, lemos:
Alguns anos após a morte do irmão Rutherford, a diretoria da Sociedade Torre de Vigia decidiu vender Bete-Sarim. Porquê? "The Watchtower" de 15 de Dezembro de 1947 explicava: "Havia cumprido plenamente seu objectivo e agora só servia como monumento bastante dispendioso de manter". [bold acrescentado]
É claro que o objectivo por detrás da construção da mansão era receber os Príncipes do Velho Testamento, quando eles fossem ressuscitados. Será que este objectivo foi "cumprido plenamente" como as TJ dizem na citação acima? Os Príncipes nunca regressaram dos mortos para viver ali e esse era claramente o objectivo original, conforme foi dito pela própria Watchtower. A evidência mostra que a Watchtower tentou novamente branquear uma embaraçosa falsa profecia recorrendo a conversa dupla.
                                                 By Cappa

Nenhum comentário: